Ligados na Evangélica 13 de setembro de 2020

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on print

O discípulo multiplicador

Vamos observar a vida de João Batista e tomá-lo como modelo para compreendermos quais são as características do discípulo multiplicador.

A missão de João Batista era preparar um povo para o Senhor Jesus Cristo. Essa é a grande missão do discípulo multiplicador, ele prepara o caminho do Senhor.

O discípulo multiplicador é o instrumento de Deus para preparar o coração das pessoas para receber Jesus como Senhor, conduzi-las a Cristo, prepará-las para o exercício da missão e aperfeiçoá-las para a eternidade.

  • João Batista fez isso em sua vida (João 1.15-31).
  • Filipe fez isso ao explicar o texto ao eunuco etíope (Atos 8,26-40).
  • Barnabé cumpriu essa missão ao tomar Paulo para si, levando-o à igreja de Antioquia (Atos 9.26-30; 11.19-26).
  • Paulo também conduziu seus discípulos ao ministério e os desafiou a reproduzirem sua missão (2Tm 2.2).

O discípulo multiplicador é aquele discípulo que reproduz em outras pessoas a vida de Cristo que recebeu, se tornando um discípulo discipulador.

Avisos

Live Devocional Encontros com Deus

De seg à sab, 12h30

Ao vivo transmitido pelo Instagram

Culto Vida na Palavra

16/9, quarta-feira, 19h30

Culto Presencial, também transmitido pelo Instagram:

Live Bora Conversar

Sobre Suicídio
10/9, quinta-feira, 19h

Ao vivo transmitido pelo Instagram

Culto da Juventude

19/9, sábado, 19h30

Culto Presencial

Celebração de Domingo

20/9, 18h

Culto Presencial, também transmitido pelas Redes Sociais:

Contribua com a Ação Social IEBSR

Traga a sua doação de alimentos aos Cultos

Conta Bancária para Contribuição

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1010
Operação: 013
Conta: 1082-0
Titular: Igreja Evangélica Batista de João Pessoa

Próximos Aniversariantes

Devocional Encontros com Deus

14/9, segunda-feira

Apresente Jesus às pessoas
João 1.15-18

Mt 3:11; Mc 1:7; Lc 3:16; Jo 1.7

A missão do discipulador é apresentar Jesus aos seus discípulos. O conteúdo do discipulado cristão deve ser Jesus Cristo. Por isso, o discipulador precisa conhecê-lo intimamente a fim de ter o que transmitir.

João Batista apresentou Jesus da seguinte forma:

  • Jesus tem primazia
  • Jesus nos concede sua plenitude e graça
  • Jesus nos trouxe graça e verdade
  • Jesus é a revelação de Deus

A intenção de João Batista sempre foi tornar Jesus conhecido de seus discípulos.

O grande objetivo do discipulador é fazer Cristo cada vez mais conhecido por seus discípulos.

ORE POR:
- Pr. Júnior e Kamila;
- Pr. Tomaz e Sônia;
- Miss. João Ricardo e Paula Boechat - Rio de Janeiro, RJ - Capacitação Missionária;
- Miss. Luis César da Silva de Queiroz - Equador;
- Crescimento no Comércio e Serviços;
- Cuidadores de Idosos

LEIA MAIS A BÍBLIA:

15/9, terça-feira

Tenha consciência de sua missão
João 1.20-21; Mateus 28.19-20

Lc 3:15; Jo 3:28; At 13:25; Jo 1:8

Quando questionaram João Batista sobre sua identidade e seu ministério ele demonstrou que tinha consciência de sua missão.

Não podemos cair no erro de que podemos por nós mesmos mudar a vida das pessoas. Não podemos fazer as pessoas dependerem exclusivamente de nós, nem podemos começar a acreditar nessa possibilidade. É Jesus quem transforma as pessoas e é dele que elas precisam depender. O discipulador é apenas o instrumento nas mãos de Jesus e é simplesmente aquele que motiva o discípulo a depender de Cristo.

Vejamos a consciência que João Batista tinha de sua missão, e inspiremo-nos em seu exemplo:

Eu não sou o Cristo

João Batista tinha consciência de que ele não era o Cristo.

Nós também precisamos ter essa consciência. Quem não tem essa consciência comete alguns erros: soberba, pensar ser mais do que, de fato, é, acreditar poder fazer o que só Jesus pode. Esse caminho não afasta de Deus, e nos leva à frustração.

Eu não sou o Cristo

João Batista não buscava o reconhecimento, nem títulos dos homens, ele simplesmente cumpria sua missão.O discípulo multiplicador não precisa de títulos para cuidar de pessoas, sua motivação não deve ser o reconhecimento humano, nem o alcance de uma quantidade de discípulos ou fama.O que motiva o discipulador é a sua submissão em cumprir a ordem de Jesus Cristo: fazer discípulos.

ORE POR:
- Samuel e Família;
- Pr Bertrant e Aldecy (IEB Varadouro);
- Cristolândia Paraná;
- Miss. Luis Daniel Ramirez Meriño - Cuba;
- Crescimento nas Industrias;
- Sustento dos Idosos

LEIA MAIS A BÍBLIA:

16/9, quarta-feira

O discípulo multiplicador tem consciência de sua missão
João 1.23, 26-27

Mt 3:3; Mc 1:3; Lc 3:2-18; Jo 3:28

Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Façam um caminho reto para o Senhor’

João Batista estava satisfeito em conduzir pessoas a Cristo.Esse deve ser o nosso foco de vida: formar Cristo na vida das pessoas (Gl 4.19), contribuindo para que as pessoas possam se tornar cada vez mais semelhantes a Jesus.

Batizo com Água. Não sou digno de desamarrar as correias das suas sandálias

João Batista sabia que servia a alguém maior do que ele.

Assim como João, precisamos reconhecer que Jesus é digno de toda a nossa submissão. E que mesmo o nosso melhor serviço não é nada mais do que nossa obrigação (Lucas 17.1-10).

João Batista sabia que seu ministério tinha limitações humanas.

Precisamos ter consciência que nosso serviço ao Senhor é feito dentro da nossa limitação humana e da necessidade do agir de Jesus, pois só Ele pode selar as pessoas com o Espírito Santo.

A missão do discipulador é imergir o discípulo na pessoa de Jesus Cristo, por meio do discipulado, mas quem vai garantir a certeza da salvação não é o discipulador, e sim o Espírito Santo, que só Jesus pode nos dar.

ORE POR:
- Sandra Maria e Família;
- Miss Morgana (Egito);
- Cristolândia São Paulo;
- Miss. Luise Diouf - África;
- Crescimento na Agricultura e Pecuária;
- Convenção Batista Paraibana

LEIA MAIS A BÍBLIA:

17/9, quinta-feira

Você aponta para Jesus?
João 1.29-31

Is 53:5,7; Gn 22:8; Jo 1:36; 3:16-17

Apontar Jesus Cristo para o discípulo a ponto de este desejar segui-lo, este é o objetivo do discipulador.

A função do discipulador, tanto no ensino como no testemunho, é fazer com que o discípulo deseja aproximar-se mais e mais de Jesus Cristo, pois Ele, e não o discipulador, é o modelo a ser imitado.

Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

João Batista mostrou Jesus como aquele eu morreu para nos salvar dos pecados.

Apontar para Jesus como o Cordeiro de Deus significa mostrá-Lo como o Salvador das pessoas. É em Jesus que as pessoas precisam colocar sua esperança de salvação.

Este é aquele a quem eu me referi

João já havia falado aos seus discípulos que havia alguém maior ao qual eles deveriam seguir.

A razão do discipulado é Jesus. João Batista só ministrou por causa de Jesus. O discipulado só existe porque é para Jesus que devemos conduzir os discípulos.

Vim batizando com água: para que ele viesse a ser revelado a Israel

A missão de João Batista em batizar pessoas era para preparar o caminho para Jesus se manifestar.

É essa exatamente a nossa missão como discípulos multiplicadores: contribuir para que Cristo se manifeste ao coração das pessoas. Cada palavra, atitude, tempo de oração, oferta nossa deve ser para alcançar esse objetivo.

ORE POR:
- Sandra Virgínio e Família;
- Pr Dan e Rose (IEB Paulista);
- Cristolândia Feminina Paraná;
- Miss. Luiz Cláudio Marteletto - Itália;
- Bom serviço das Polícias;
- Associações de Igrejas Batistas da Paraíba

LEIA MAIS A BÍBLIA:

18/9, sexta-feira

Experiência com Deus
João 1.32-34

Mt 3:16; Mc 1:10; Lc 3:22; Jo 5:32; Is 11:2

João não estava testemunhando experiências de outros, mas compartilhava a sua experiência real com Deus.

Vi o Espírito descer do céu como pomba e permanecer sobre ele

João Batista testemunhou daquilo que viu e experimentou.

Ninguém consegue conduzir outra pessoa a uma intimidade com Deus além daquela que experimenta.

Precisamos, a cada dia, nos aprofundar mais no conhecimento de Deus. Conhecemos mais a Deus pela Palavra e pela oração.

E quando estivermos cheios de Deus isso vai fazer o nosso testemunho ter um impacto extraordinário.

Eu não o teria reconhecido, se aquele que me enviou para batizar com água não me tivesse dito

O discípulo multiplicador é sensível e obediente à voz de Deus. Está atento ao direcionamento de Deus e não brinca com as coisas espirituais. Se Deus fala, o discipulador obedece.

Eu vi e testifico que este é o Filho de Deus

O discipulador é alguém que tem visão de Deus, a visão espiritual, pois tem o Espírito Santo em sua vida. Ele olha as coisas pela ótica espiritual.

ORE POR:
- Neguita e Família;
- Pr Daniel e Narjara (Índia);
- Mulheres Transformadas;
- Miss. Luiz Ramirez Pacheco - Cuba;
- Diminuição dos índices de violência;
- Igrejas Batistas da Paraíba

LEIA MAIS A BÍBLIA:

19/9, sábado

As marcas incontestáveis
1Coríntios 11.1

1Co 4:16; Ef 5:1; Fp 3:17; 1Ts 1:6

Ser um discipulador exige de nós as marcas incontestáveis de que somos discípulos do Mestre Jesus.

Alguém que não segue Jesus não pode fazer seguidores para Ele. Somos chamados para fazer discípulos de Cristo e a nossa vida nele é que nos autoriza para isso.

ORE POR:
- Valdenilson e Família;
- Pr Edvanio e Drica (IEB Casserengue);
- Miss. Bruno Cesar de Sousa Machado - Radical Cerrado;
- Miss. Luiza Helena Noliver - África;
- Fim dos assassinatos;
- Convenções Batistas Regionais

LEIA MAIS A BÍBLIA: