Share on whatsapp
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on print

O amor traz alegria e paz

Gl 5.22

“o fruto do Espírito é amor, alegria, paz”

Essa é sequência não é por acaso.

Alegria e paz, a grande busca

Os seres humanos sempre viveram em busca de alegria e paz.

Porém, quem procura a felicidade nunca a encontrará. A alegria e a paz não são alvos que se possam perseguir; elas são subprodutos do amor.

Elas nos são concedidas por Deus, não quando as buscamos, mas quando buscamos a ele e aos outros em amor.

A autorrealização equilibrada

No mundo contemporâneo, “autorrealização” é o desejo supremo. A ênfase na autoestima e na autorrealização estão em todos os segmentos da sociedade. Há uma afirmação desqualificada e acrítica do eu.

Na verdade, há uma autoafirmação que é certa e saudável e para a qual Jesus conclamou seus discípulos. Aquela que reconhece nossa própria pecaminosidade.

Podemos afirmar os aspectos do eu que derivam do fato de termos sido criados à imagem de Deus (por exemplo, nossa racionalidade, responsabilidade moral e capacidade para amar); e ao mesmo tempo, negar todo e qualquer aspecto do eu que derive da queda e da nossa própria condição de seres caídos (por exemplo, nosso egoísmo, avareza, malícia, hipocrisia e orgulho).

Este equilíbrio entre autoafirmação e abnegação previne contra a ênfase exagerada no ego, que leva a um endeusamento próprio, ao tirar o alvo do eu e colocá-lo em Deus.

Esse modo de vida equilibrado faz parte da nossa adoração a Deus como nosso Criador e Juiz.

ORE:

Para expressar o amor como resultado da presença e obra do Espírito Santo em sua vida.

INTERCEDA POR:

  • Claudilene e Família;
  • Miss. Diana Nunes Xavier de Sousa – Radical Cristolandia;
  • Miss. Vladia Maria Silva Soares – Nicarágua;
  • Congregação Batista em João Raimundo;
  • Pastorais nos Presídios;
  • Senadores

LEIA MAIS A BÍBLIA: